quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Oração à sensatez

Permita Deus que eu seja mais sensata
Posto que a sensatez nos protege
De males inesperados
De arroubos do coração

Permita Deus que eu cresça
Que eu consiga ser forte
Que eu saiba responder de dentro do furacão

Que minha resposta também reflita um quê de sensatez
Que meu sim ou meu não sejam verdadeiros
Pensados
Cabíveis
Pertinentes

Que eu, meu Deus,
Que eu seja eu e não o outro
Permita-me ser autêntica e verdadeira
Amar a mim, quem sabe, mais que ao outro

Permita Deus, não que eu seja poupada da dor
Visto que esta faz crescer
E o crescimento é imprescindível
Mas que eu tenha garra para enfrentá-la
Quando for necessário
E que eu não a antecipe irrefletidamente

Quanto à vida e ao amor
Que deles eu me envolva
Me encharque
Seja inebriada
(julho 2009 / agosto 2010)

Um comentário:

  1. Finalmente voltou a postar!

    Há, se o serumano fosse sensato...

    Beijos!

    ResponderExcluir